quarta-feira, 21 de julho de 2010

...Continuando

Então,


 A partir daí foi só alegria. E a última etapa do projeto naquele ano (2007) aconteceu na Vila Acaba Mundo. E foi fantástico perceber o quanto aquela comunidade estava sedenta por uma festa como aquela. As barreiras de fato foram diluídas a medida que a cada instante, mais um membro daquela comunidade participava da roda, trazendo seus próprios instrumentos e sentando à mesa conosco para engrossar o ritmo do samba. A festa finalmente chegou em seu auge.






Olha o Miguelão soltando a voz...

E Gustavão sete cordas concentrado...

E olha tua expressão meu caro amigo Dudu...

As imagens falam por si só.






Me lembro que nesse dia, abrimos o trabalho com "Ninguém faz samba só porque prefere" do mestre João Nogueira. Essa música se tornou um hino desde então, e retrata esse maravilhoso estado - febril, caótico, espontâneo - que é estar numa roda de samba. Nesse dia, já sendo a terceira etapa da festa, já estávamos mais seguros e muito mais a vontade. No início deu frio na barriga e eu confesso, tive que tomar umas pra relaxar... Depois vimos que - seguindo a cartilha de Paulo da Portela - seria melhor retirar a cachaça de cena e ficar mesmo na cervejinha. É difícil cair a ficha, mas numa roda de samba, todas as entidades estão presentes, daí os ânimos podem ficar exaltados demais... Eu que o diga.






No outro ano fizemos nossa primeira incursão no aglomerado Santa Lúcia, na Barragem. E quem esteve lá pode se lembrar... Tava lindo!











Também, a criançada se fez presente, equalizando tudo e todos. E tornando o ambiente sempre divertido.











Alguns mais tímidos resolveram espiar do alto antes, pra conferir se tava bom mesmo o negócio.
Enfim, ficamos cercados por todos os lados - pelo carinho e calor de toda comunidade!






Vou encerrar por aqui pois apesar da missão ter sido cumprida esse ano, levar esse projeto é uma missão muito comprida (que me perdoem o trocadilho), por isso gostaria de terminar agradecendo a todas as comunidades, a todas as pessoas das comunidades que sempre nos receberam de uma forma inesquecível e, sobretudo, agradecer o meu parceiro e amigo Dudu Nicácio: Muito obrigado por nos fazer levar adiante essa iniciativa tão nobre e ao mesmo tempo tão simples! Muito obrigado por me fazer viver esses momentos! E feliz dia dos amigos!
Agradeço também pra finalizar, a todos os leitores. Um abraço!!!

Rodrigo Braga

1 comentários:

Dois do Samba disse...

Meu parceiro, amigo e irmão Rodriguis,

Recordar é viver!

O post está lindo. Obrigado por lembrar momentos gostosos para mim e para o nosso público.

Obrigado pela parceria amiga, insistente e corajosa de todos esses anos.

A nossa dupla já está voando alto. Aliás, já fomos até para a Europa(casos dessa viagem temos que contar aqui).

Então, vamos adiante.

Muito obrigado pela companhia e ensinamentos.

Um abraço amigo,

Dudu.

21 de julho de 2010 10:40
 

©2009Dois do Samba | by TNB